"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Direitos de Filho


“Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que creem no seu nome.” (Jo. 1-12).

Amados, graças sejam dadas ao Senhor Todo-Poderoso, ao Forte de Israel, que mais uma vez falou conosco através da Sua Santa palavra.

É sabido de toda a gente que aquele que recebe o Senhor Jesus Cristo como Salvador recebe a salvação e, para esse fato, há respaldo na Palavra de Deus em Rm 10-9;10. Mas, você sabe realmente o que significa ser filho de Deus, tal como nos atesta a passagem bíblica que antecede o início deste relato? Se sua resposta for sim, louvado seja o Senhor por sua vida, caso contrário, convido-o a tomar posse de sua herança. Pois sim! Você é co-herdeiro de Cristo e isso não sou eu quem digo e sim as santas escrituras. Veja o que diz Rm 8-17: “E se, nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.” Vês?! Grandes coisas faz o Senhor por nós e por isso estamos alegres! Ele é o Pai Celestial que sabe dar bens a Seus filhos (Mt.7-11).

É muito perigoso para um cristão permanecer na ignorância e por esta razão não é vão se formos advertidos “zilhões” de vezes a fazer da leitura, estudo e meditação na Palavra de Deus uma constante. Ficar ignorante acerca de nossos direitos de filho, por exemplo, nos deixa passíveis de levarmos uma vida espiritual de forma semelhante ao irmão do filho pródigo: sempre na casa do Pai e com tudo o que é d´Ele ao seu alcance, porém, aparentemente, sem usufruir de nada (releia a parábola e deixa Deus falar contigo a respeito). Não é isso que Deus deseja para nós, lembremos que Seus pensamentos não são como os nossos (Is 55-8;9). Ele deseja o melhor para nós (Jr. 29-11). O único interessado em que permaneçamos inconscientes de quem somos e daquilo que temos em Deus e em Cristo é o diabo, pois sabe que a ignorância pode nos levar a perecer (Oséias 4-6).

Quem é filho de Deus, também é irmão de Jesus (Rm.8-29) e, desse modo, membro de Sua família também quando passa a fazer a vontade do Pai (Mt.12-49;50). Quando eu era mais jovem, odiava que a minha irmã mexesse nas minhas coisas ou usasse o que é meu (ok, confesso, eu ainda me incomodo um pouquinho!), mas Jesus, não! Ele divide o que é d’Ele conosco. Aprecie o que diz Lc 10-19 e, nessa mesma linha de raciocínio, o que atesta Mc. 16-17; 18:

“Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda força do inimigo, e nada vos fará dano algum”.

“E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão”.

Gostou?! Então agora visualize o que mais esse nosso Irmão Maravilhoso faz por nós:

Ele é nosso intercessor (Hb 7-25);
Se compadece de nossas fraquezas (Hb 4-15);
É nosso advogado (IJo.2-1);
Nos deu a vida eterna (Jo.3-16);
Nos deu a glória (Jo.17-22).

Eu poderia continuar a dar vários outros exemplos como estes, contudo tenho certeza que você meu querido leitor, os descobrirá por si mesmo com a ajuda do Santo Espírito do Senhor. Considere o presente estudo como um aperitivo. O povo de Deus é uma nação privilegiada. Temos a promessa do Pai de que nenhuma ferramenta jorjada contra nós prospera (Is 54-17), que sobre a nossa tenda não vale encantamento (Números 23-23), isso sem falar na coroa da vida (Ap.2-10). Continuemos a crescer em graça e sabedoria a fim de que alcancemos um coração entendido. Deus abençoe a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário