“Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.” (Miguel Unamuno)

quarta-feira, 6 de julho de 2011

A excelência no servir

Buscando a definição de excelência no dicionário, vemos que este a conceitua como sendo a qualidade de quem é excelente; sobrecomum. A Bíblia Sagrada diz, entre outras coisas, que Deus é Santo, Soberano, Perfeito e que desde a criação do mundo vem proporcionando para suas criaturas o melhor.
Ao se deparar com a questão de como exercer um ministério com excelência, cada crente precisa, antes de mais nada, se conscientizar de que realizar um trabalho excelente para Deus significa retribuir-lhe um pouco do muito que, em Sua infinita bondade, o Eterno tem proporcionado a Sua igreja. Necessário se faz, de semelhante maneira, prosseguir em conhecer a esse Deus, na pessoa de Seu filho Jesus Cristo, compreendendo quem Ele é e qual o sentido de Tê-lo atuando a favor daquele que lhe é querido.
Desenvolver uma carreira excelente na obra do Senhor é reconhecer que Deus merece que seus filhos lhe ofereçam o melhor, tal e qual os levitas na antiga aliança lhe apresentavam aquilo que a Lei descrevia como sacrifício perfeito a fim de que subisse ao Criador como cheiro suave a suas narinas. Contudo é importante frisar que, em se tratando do Reino de Deus, ninguém está apto a galgar degrau algum sem a presença do Espírito Santo. Coisas espirituais se discernem espiritualmente. O espírito do homem conhece as coisas do homem, mas as coisas de Deus só podem ser reveladas pelo Seu Espírito (1Co. 2-11).
Portanto, aquele que almeja a excelência naquilo em que é útil ao Senhor deve buscar Sua presença. Oração, jejum, leitura e estudo da Palavra são ferramentas indispensáveis no processo. Deus se achega a todo aquele que d’Ele se aproxima. Este procedimento conjugado aos quatro princípios administrativos (planejamento, direção, organização e controle), seja o empreendimento individual ou coletivo é a chave para a prosperidade.  Um crente cheio do Espírito também não terá dificuldade em entender que o sucesso de sua empreitada vem do alto e toda glória tem que ser dada ao Eterno porque d’Ele, por Ele e para Ele são todas as coisas (Rm 11-36).

Nenhum comentário:

Postar um comentário